domingo, 11 de abril de 2010

Do Selo comentarista excelente...





Eu nunca fui muito afeito com os nomes de batismo...









“Muito prazer meu nome é otário
vindo de outros tempos, mas sempre no horário
peixe fora d’água
borboletas no aquário...”


Tudo bem, todo mundo já sabe que eu perdoei minha mãe por isso. Acho que ela acreditou  naquela história do “Meu filho vai ter nome de santo...”, só não ouviu a parte do “...quero o mais bonito...”Quando vi o selo “Comentarista excelente”, sem saber que eu era isso para alguém, estranhei o nome e achei que caberia um adjetivo outro que poderia vir a ser mais conveniente. No entanto, os sentidos é que me apetecem, não a grafia em si,(mas a filologia é quase uma poesia!) e o selo veio de alguém com quem eu concordo muito, alguém que escreve de uma forma que me deixa sem muitos adjetivos, mas com muitos afetos. Minha primeira amiga oriunda da virtualidade da “blogosfera”, meio que deliberadamente, optamos por nos conhecer assim, uma vez que poderíamos nos conhecer “...de outros carnavais, com outras fantasias...”... (vou ser breve, “Quem sabe um dia eu escrevo uma canção  pra você?”)

Aí eu ganhei e não sabia direito o que era e o que fazer. (Na verdade, nunca soube isso sobre quase tudo.) Mas eu percebi que tinha uma missão e lembrei de um dos meus grandes Mestres (intelectual, espiritual, musical, filosófico, educacional) que dizia citando uma tal de Clarice: “A vida é uma missão secreta”. Ele fez de sua dissertação de mestrado um poesia e da tese de doutorado elevou isso ao quadrado e para defendê-la, fez um show, algo representativo de sua passagem pelo mundo. De fato, merece um respeito maior e uma admiração imensurável, pois ele fez dentro da academia o que muitos só conseguem fora, ele fez valer a linguagem poética na seara da linguagem acadêmica. Acho que só tenho um fragmento a dividir com vocês aqui.  Olhem na plataforrma Lattes, biblioteca da UFC, olhem o livro dele, aqui é só um fragmento:


Depois, veio alguém que eu cito sempre ao falar do homem “Macho alpha”(poder aquisitivo da classe dominante, físico da classe operária e a capacidade intelectual para discutir a relação entre os dois primeiros). Brilhante! Todos riem quando eu a cito! Acho que por acaso e curiosidade, eu cliquei e cheguei lá e me rende(u) boas leituras e bons diálogos. Acho que “comentarista excelente” deve ser alguém que nos dá diálogos excelentes. Não sei ao certo, mas ela me faz sentir uma saudade positiva da academia, e é explícito que eu não guardo muitos afetos das idéias da Universidade. (Até quem me apetece não sabe disso). Enfim, hoje é domingo e eu não vou divagar muito(se não perco o Faustão, Gugu, João Inácio Jr.. Mentira estou assistindo literalmente a “Filmes de guerra, canções de amor”)


Por último e não menos importante, o meu vizinho. (Precisamos no mínimo três pontos para um plano, acho que por isso temos que escolher três pessoas para o selo.) Aqui do lado, ele percebe as levezas e sutilezas no caminho, que às vezes, eu só vejo a vontade de voltar pra casa. Por isso ele é o cronista e eu o chato. Acho que ele vai ser aquele cara milionário(quando tiver um milhão de amigos e receber 1 real de cada um), transborda carisma até quando escreve e os adjetivos que ele carrega precisam ser lidos por você e não descritos por mim.



Ps – Há três meninas, “três Marias” que me aparecem por aqui e que já me renderam sorrisos sinceros, ainda estou brincando de conhecer...
Eu só podia citar três pessoas, mas tenho um sério problemas com figuras de autoridade... Se bem que no “post scriptum” há uma brecha:


Ps2- Ela chegou ontem, depois exponho nossos filhos...





6 comentários:

  1. Adorei o 'PS', não imaginei que eu e minhas queridas amigas seríamos citadas,porém fiquei muito feliz.Hoje, venho sem medo não só agradecer,mas dizer que estou adorando brincar de conhecê-lo e você também já me rendeu sorrisos sinceros, realmente Hilário,você é hilariante.





    Beijo. (Grande...)

    ResponderExcluir
  2. Eita,quanta generosidade em vc.
    Acessar vc pelas letras é um presente pra tod@s nós. Minha alegria não termina na leitura,mas continua ao saber q. existe alguém assim em tempos de escassez humana.

    ResponderExcluir
  3. Rapaz, sinto-me honrado com a escolha. De verdade, pois sempre achei meu comentários meio vagos demais, eu sempre venho com perguntas, indagações...
    Tu merece mesmo o selo pelos comentários, pelos diálogos e inquietações.
    E espero pelo menos uns cem mil amigos, acho que já tá bom hehehehe.
    Cronistas somos nós, cada qual ao seu modo.
    Abraço!
    =]

    ResponderExcluir
  4. Oi!! Eu não apaguei seu comentários não. Aliás, nem sei fazer isso. Tem apenas um comentário lá que diz ter sido excluído pelo próprio autor do comentário e tem um seu tbm falando do selo, que eu achei lindo por sinal. Você não consegue visualizar? Eu vejo ele lá. Só se vc está se referindo a esse que diz ter sido apagado. Esse eu nem cheguei a ver, pois quando entrei no blog ele já estava como excluído. Agora foi que ativei a moderação de comentários, mas antes eu não tinha isso. Enfim... Beijão!!!

    ResponderExcluir
  5. Tomado as palavras da nossa cara companheira Naiana, não esperávamos sermos citadas...
    Porém, agadecemos, de todo coração, pela citação, pelos comentários, pelos ensinamentos que nos proporciona em cada nova postagem.
    Bom saber que mesmo engatinhando na 'blogsfera' lhe fizemos render risadas siceras...

    Abraço!
    As três Marias

    ResponderExcluir
  6. Parabéns!!! realmente merece,pois sempre faz comentários interessantes e que nos fazem pensar. Ahhh...quero saber dos filhos e do depois. Aproveita.

    Beijo

    ResponderExcluir

Rupturas no silêncio...