quarta-feira, 11 de maio de 2011






Às vezes uma guitarra é só uma guitarra,
Uma canção é só uma canção
Ou mesmo, quatro caras tocando juntos não são uma banda, 
às vezes, há bandas de um homem só.


Às vezes o destino selado e ao nosso favor 
parece jogar contra,
mas quase sempre 
só percebemos de que lado ele está  
no final do jogo.


Às vezes se encontra alguém que escreve 
o que a gente sente e se achava único por sentir  aquilo
E nem por isso se sente menos,
dividir um sentimento só soma algo àquilo que somos


Às vezes a dor de estar sozinho 
cede espaço ao prazer de se passar
um tempo a mais consigo mesmo
e de se (re)descobrir encantos
em algum canto com a solidão


Às vezes tudo isso se repete tanto
que não se percebe 
ou quando termina
Apenas se permite ser
e a inércia faz o resto





Um comentário:

  1. "As vezes tanta coisa acontece...



    ainda bem que é só as vezes."

    ResponderExcluir

Rupturas no silêncio...