quarta-feira, 30 de julho de 2008

E se todo (o) mundo
Tivesse uma segunda chance?
Se de quando em quando
Ou por mais de um segundo
a gente só pudesse acertar?
Se à meia-noite tivesse sol e
Se ao invés de dormir
eu pudesse sonhar?




(Se) por todas as noites
de todos os dias




Se todo dente tivesse uma fada
(se toda dor não fosse um fardo)
Se as estrelas cadentes soubessem voar
Se toda viagem fosse rumo ao nada
Se todo verbo pudesse amar...

2 comentários:

  1. É a primeira vez que vejo seu blog..eu não lembro de ter visto o link ae antes..
    Adorei.

    ResponderExcluir
  2. E se toda canção falasse por nós...

    Adorei o blog.
    Conquistou uma visitante!

    ResponderExcluir

Rupturas no silêncio...